Brasil | português

Proteção de áreas com sensores bidimensionais e tridimensionais

Aposte em sensores para o monitoramento de áreas e espaços!

Proteção de áreas com sensores 2D e 3D

Na proteção de áreas de máquinas e instalações, a segurança, a praticidade para o usuário e a produtividade precisam estar em equilíbrio. Beneficie-se das vantagens de dispositivos de proteção ópticos para a proteção de áreas, quando a entrada de pessoas em áreas de perigo é frequente ou quando é necessário transportar material de entrada ou de saída. Grades de luz, scanners a laser, sistemas de câmeras e esteiras de comutação de segurança são ideais para a proteção de áreas.

Proteção na intervenção ativa no processo de produção

No transporte de entrada e saída de produtos, a intervenção no processo produtivo é ativa e direta. Para esse caso, as grades de luz de segurança são a aplicação ideal, pois elas protegem as pessoas e a mercadoria contra áreas perigosas por meio de seu campo de proteção infravermelho invisível. Elas são instaladas nos acessos às áreas perigosas e registram quando há pessoas ou objetos no campo de proteção. Se um feixe de luz for interrompido, ele acionará imediatamente um comando de desligamento seguro. Então, as máquinas e as instalações serão paradas.

Conforme a necessidade, as grades de luz PSENopt proporcionam a proteção de dedos, mãos e corpo, conforme a EN/IEC 61496-1/-2. Elas têm tempos de reação curtos, na faixa de milissegundos, que aumentam com o comprimento e o número de feixes. Para manter a função de proteção e, apesar disso, conduzir material através da grade de luz, foram desenvolvidas funções ampliadas, tais como blanking, muting ou ligação em cascata.

Proteção de áreas em intervenção ativa

Proteção móvel e estacionária de áreas

Proteção móvel e estacionária de áreas

Se for necessário proteger áreas na frente de máquinas, serão utilizados scanners a laser. Nesse caso, um feixe de laser cobre e registra a área a ser monitorada. Por exemplo, se houver pessoas na área, o scanner a laser reconhecerá isso pela reflexão do feixe de laser causada pelo corpo estranho. O movimento perigoso será desligado imediatamente.

A distância em relação ao objeto é determinada por meio da medição da diferença de tempo entre a emissão e o retorno do pulso de luz. Para detectar objetos em direções variadas, o laser é enviado através de um espelho giratório. Como produtos de segurança da categoria 3 conforme a IEC/EN 61496, são utilizados scanners de segurança a laser que monitoram áreas bidimensionais.

O seu leque de aplicação é muito vasto e vai desde o monitoramento estacionário de superfícies, passando por veículos automaticamente guiados (FTS) até a proteção de aplicações robotizadas. Especialmente a proteção contra acesso pela parte traseira ganhou muita importância nos últimos anos: muitas vezes, não é suficiente proteger somente o acesso às áreas de perigo, como uma célula robotizada (proteção contra travessia). O espaço atrás dessas áreas igualmente precisa ser monitorado, a fim de impedir um reinício da máquina, enquanto houver pessoas na área de perigo. Ao contrário de sistemas de transferência protegidos por chaves, a operação poderá ser realizada perfeitamente se a área de perigo estiver limpa.

Saber mais:

Monitoramento de áreas livremente programáveis

Para o monitoramento de aplicações complexas e de grandes superfícies, são recomendados sistemas de câmera seguros 3D, com os quais as áreas de monitoramento podem ser configuradas livremente. As áreas a serem monitoradas também podem ser comutadas, ativadas ou desativadas dinamicamente durante a operação da instalação. Diferente dos sensores simples, as câmeras 3D registram informações detalhadas sobre a área total de monitoramento e avaliam essas informações. Em todas essas funções, elas precisam cumprir as exigências da EN/IEC 61496.

Para o monitoramento seguro de ambientes, a unidade do sensor é instalada acima do ambiente a ser monitorado. Os espaços de advertência e proteção são definidos ao longo da curva que circunda a área perigosa. A unidade do sensor detecta objetos ou pessoas que entram no espaço de advertência ou de proteção. A unidade de avaliação recebe e processa os dados das imagens da unidade do sensor e envia os resultados ao comando de segurança. Desse modo, ela é a interface para o comando da máquina e tem a tarefa de cuidar para que, se houver alguma violação da área de advertência e de proteção, o movimento da máquina seja desacelerado ou a máquina seja parada.

As áreas de aplicação de sistemas de câmera seguros 3D são inúmeras: por exemplo, em áreas em que homem e máquina trabalham lado a lado, as câmeras 3D são adequadas para o monitoramento ao acesso seguro no respectivo espaço.

Monitoramento de áreas livremente programáveis

Monitoramento seguro de prensas dobradeiras

Monitoramento seguro de prensas dobradeiras

Os sistemas de câmera telecêntricos são adequados principalmente para o monitoramento seguro de prensas dobradeiras, pois retratam os objetos sempre em tamanho grande – independentemente da distância da câmera. Eles são instalados na face superior da prensa dobradeira e se movem junto com a ferramenta superior.

Pela compensação contínua dos dados entre o comando CNC da prensa dobradeira e o sistema de câmera que se move junto, o comando seguro determina de modo confiável a posição momentânea da ferramenta superior acima da chapa. Dependendo do alcance do campo de proteção, também podem ser monitoradas, sem problema algum, prensas especiais, tais como prensas tandem.

Os sistemas de proteção e medição baseados em câmera conseguem detectar mesmo os menores corpos estranhos no campo de proteção entre a unidade transmissora e a receptora. Os feixes de luz são transmitidos através de uma objetiva telecêntrica, do emissor para o receptor que se encontra no lado oposto da prensa dobradeira. As áreas de proteção estão instaladas na frente, atrás e abaixo da ferramenta. Desse modo, evita-se uma intervenção manual perigosa em cada lado da prensa durante o processo de dobramento.

Monitoramento seguro de superfícies

Proteção de áreas com sensores táteis

Sensores táteis, assim como as esteiras de comutação de segurança, são especialmente adequados para o monitoramento seguro de superfícies. No caso de esteiras de comutação de segurança, trata-se de dispositivos de proteção sensíveis à pressão que reagem ao toque ou à pressão e que cumprem as exigências da norma EN/ISO 13856-1. Elas protegem com segurança pontos e áreas de perigo, detectando a posição de uma pessoa sobre a esteira de comutação e transmitindo os dados da posição ao comando seguro.

As esteiras de comutação de segurança desaceleram ou param máquinas e instalações se alguém entra na área de perigo (=proteção contra acesso) e oferecem, simultaneamente, proteção contra acesso pela parte traseira. Não é apenas o acesso à área de perigo que precisa ser monitorado, mas também o espaço atrás dela, a fim de evitar um reinício da máquina ou da instalação.

As esteiras de comutação de segurança são utilizadas principalmente em aplicações com pouca visibilidade e muitos obstáculos bem como em condições visuais restritas, por exemplo, devido a sujeira ou pó. Além disso, elas são adequadas para a proteção de locais de trabalho conjuntos de homem e robô.

Solução completa para uma interação perfeita

No caso de equipamentos técnicos de segurança de máquinas, não depende apenas de componentes individuais, mas de sua interação. Ao adquirir sensores e unidades de avaliação de apenas um fabricante, as interfaces entre os componentes já estarão perfeitamente harmonizadas umas com as outras. Poupe-se do trabalho de folhear fichas de dados técnicos e de ler testes complexos e aposte na solução completa da Pilz!

Nossa gama de produtos: sensores 2D e 3D

Locais principais

Pilz do Brasil Automação Segura
Av. Piraporinha, 521 - Planalto CEP: 09891-001
São Bernardo do Campo - SP
Brazil

Telefone: +55 11 4126-7290
Email: pilz@pilz.com.br

Suporte Técnico

Telefone: + 55 11 4942-7028
Email: techsupport@pilz.com.br